Sexta-Feira 13 de Maio

A democracia no Brasil, a partir de hoje, deixa de ter caráter pleno desde a redemocratização. Começa um período sombrio na História do Brasil, que, depois de apenas 27 anos desde a eleição direta de 1989, deixa mais uma vez de ser uma democracia, anulando na prática os votos de 54 milhões de cidadãos e substituindo-os por uma eleição indireta de parlamentares corruptos e que conferiu, já de imediato, o rótulo de "ilegítimo" ao "governo" Temer. Assim sendo, vamos combinar o seguinte:

1. Dilma será chamada "presidenta eleita";

2. Temer será chamado de "presidente interino", ou "presidente ficha-suja";

3. Governo Temer será chamado de "governo" Temer;

4. O PMDB de "partido do vomitaço";

5. Aécio Neves seguirá sendo "candidato derrotado". E, não, Dilma caiu, mas quem assume não é o Aécio;

6. Dia 17 de abril de 2016 como "O dia da Vergonha" graças aos nossos ilibados deputados;

7. O plano "A ponte para o futuro" de "O pato de Tróia";

Enfim, a gente tenta levar com algum humor, mas a grande verdade é que hoje é um dia triste. Nunca mais uma eleição direta decidirá quem fica com a presidência do país. A partir de agora caberá ao Congresso convalidar ou não o voto popular. Se o executivo não "negociar" maioria no Congresso, babau, vai cair. E o pior é que os apoiadores dessa farsa ainda pensam que os fins justificam os meios. Vão sustentar isso enquanto puderem, mesmo sem saber do que estão falando. Quando vão notar que a democracia foi tirada de nossas mãos? 

Pois bem. Você, golpista, ainda que negue, está marcado por esta vergonha. 

Pelos séculos dos séculos.

Na raça e na paz Dele,
J. Braga.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Quando ano novo é sinal de vida nova? - Mario Sérgio Cortella

Resumo do Livro: Educação dos Sentidos - Rubem Alves

Ensino Religioso nas escolas públicas: ressalvas sobre a decisão do STF