Dilma fica, não é impressionante? Não.

Acordo lendo pessoas se dizendo "impressionadas" como ainda tem gente que "defende o governo do petê" com tantas evidências de corrupção. Como assim impressionadas? Acaso não é essa a principal promessa de Dilma, já eleita, no "doa a quem doer, não ficará pedra sob pedra"?!

Talvez isso aconteça porque elas estão induzidas a não se darem conta de uma sistema histórica e endemicamente corrupto, que segundo o Estadão, típico jornal de oposição, revelou delatores confirmando propina a 15 partidos e dezenas de políticos para "abrir portas". O desequilíbrio das manchetes e a manipulação da informação fazem, no entanto, as pessoas entrarem num "transe" de senso comum que a corrupção no Brasil começou em 2003, e que José Dirceu criou o esquema (risos). Nem parece que Pedro Barusco, delator corrupto, confirmou o esquema desde 1997. Nem parece que Paulo Francis infartou porque disse, em 1996, a mesma coisa na TV, foi condenado na Justiça e morreu do coração. Não. O transe consiste em induzir as pessoas a crerem que antes do petê não havia caixa 2 e a Petrobrás era um convento.

A "defesa do governo do petê" nas redes sociais não é pra livrar a cara de nenhum petista que tem culpa. É obviamente pra contrapor uma narrativa viciada e lotada de manipuladores com interesse em derrubar Dilma. Da imprensa ao segmento empresarial, especialmente de São Paulo.

Só que, se existir equilíbrio institucional neste país, este mês Eduardo Cunha será indiciado pelo PGR e o cenário de golpe faz água para uma oposição histérica e frustrada. Revoltada (online) mas não revolucionária, já que o foco é escancaradamente seletivo. Quem for às ruas dia 16 contra a corrupção sem falar do Cunha vai passar recibo de trouxa ou hipócrita. Fracassarão. Cunha cairá.

Dilma fica.

Não só pelos Mais Médicos, Minha Casa Minha Vida, ter tirado o Brasil do mapa da fome, etc., que são excelentes motivos e formas de inclusão dos que mais precisam. Apenas por isso, se fôssemos um país inteligente, não precisaria se justificar no cargo. Mas não é só isso.

Dilma fica porque milhões de cidadãos comuns e honestos como eu estão dispostos a ir à rua defender a democracia.

Não vai ter golpe.

E acho, sinceramente, que isso não deveria ser impressionante.

P.s.: Aos antipetistas que leram até aqui, mas não vão curtir ou comentar, meu abraço democrático (risos).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Quando ano novo é sinal de vida nova? - Mario Sérgio Cortella

Resumo do Livro: Educação dos Sentidos - Rubem Alves

A morte do quati - Tirinha do Calvin