Dilma 2 está só começando, doa a quem doer

Dilma Roussef não completava 1 mês de reeleita e a oposição a todo vapor mobilizava seu braço midiático (ou é a mesma coisa?), seus robôs de redes sociais, que foram mantidos sem parar mesmo após as eleições (custo: R$ 2 milhões por mês. De onde?! R.: Quem sabe?) e se locupletavam numa narrativa parcial, estilo "bode expiatório": a de que o PT era o causador da corrupção endêmica e antiga (como uma velha senhora) na Petrobras, que Dilma mentira sobre a conta de luz (inacreditável manipulação de um vídeo de 2013) e que deixava seu compromisso com emprego e renda de lado.

Se aproveitaram do pacote de ajustes que o governo federal assumiu num momento em que não havia mais espaço para gerir medidas anticíclicas. Com o aumento da gasolina, estava posto o substrato do aperto econômico, junto com uma grave dificuldade do governo federal de se comunicar com sua base social e sociedade em geral. Explicar as razões e as perspectivas desses ajustes, incluídos aí os que versam sobre maior rigor no acesso à pensões e seguro-desemprego, temas sensíveis aos trabalhadores.

Pra piorar, teleguiados atenderam à convocação de 17 chamadas ao vivo durante o Esporte Espetacular e foram de graça para a Av. Paulista (catracas liberadas por Alckmin) ser contabilizados em 1 milhão pela PM do Alckmin. Só 500% a mais que outro instituto de pesquisa havia contabilizado.

Resultado: avaliação do governo é bem ruim.

O problema pra a mídia e oposição (ou é a mesma coisa?) é que acabamos de completar 3 meses de governo.

E os compromissos foram para 4 anos. O governo Dilma 2 está apenas começando.

Doa a quem doer.

Na raça e na paz Dele,
J. Braga.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Quando ano novo é sinal de vida nova? - Mario Sérgio Cortella

Resumo do Livro: Educação dos Sentidos - Rubem Alves

A morte do quati - Tirinha do Calvin